News

Pistolas com as quais Napoleão pretendia se matar foram vendidas por US$ 1,8 milhão

Napoleão deu as pistolas ao seu escudeiro para agradecer sua lealdade

Paris, França:

Duas pistolas que Napoleão Bonaparte pretendia usar para se matar foram vendidas na França no domingo por 1,69 milhão de euros (US$ 1,8 milhão), informou a casa de leilões, com o governo insistindo que elas permaneçam no país como tesouros nacionais.

A identidade do comprador dos objetos finamente adornados no leilão em Fontainebleau, ao sul de Paris, não foi tornada pública, mas o preço final de venda, incluindo taxas, ficou acima das estimativas de 1,2 a 1,5 milhão de euros.

Antes da venda das armas, a comissão de tesouros nacionais do Ministério da Cultura francês classificou os objetos como tesouros nacionais e proibiu sua exportação, em uma decisão publicada no diário oficial do governo no sábado.

A emissão do certificado de proibição de exportação abre um período de 30 meses durante o qual o governo francês pode fazer uma oferta de compra ao novo proprietário não identificado, que tem o direito de recusar.

Seja qual for seu valor e idade, um bem cultural qualificado como tesouro nacional pode deixar a França apenas temporariamente, com devolução obrigatória.

“Ser classificado como tesouro nacional dá um valor incrível ao objeto”, disse um representante da casa de leilões Osenat, pedindo para não ser identificado.

As armas ricamente decoradas, incrustadas com ouro e prata, apresentam a imagem gravada de Napoleão em total pompa imperial.

Dizem que eles quase foram usados ​​para acabar com a vida do governante francês em 1814, quando ele foi forçado a renunciar ao poder depois que forças estrangeiras derrotaram seu exército e ocuparam Paris.

“Após a derrota da campanha francesa, ele ficou totalmente deprimido e quis cometer suicídio com essas armas, mas seu grão-escudeiro removeu a pólvora”, disse o especialista em leilões Jean-Pierre Osenat à AFP antes da venda.

Napoleão tomou veneno, mas vomitou e sobreviveu, e mais tarde deu as pistolas ao seu escudeiro para agradecer sua lealdade, acrescentou Osenat.

Lembranças do imperador são extremamente procuradas entre colecionadores.

Um de seus famosos chapéus pretos “bicorne”, com detalhes em azul, branco e vermelho, foi vendido por 1,9 milhão de euros em novembro.

Após sua abdicação, Napoleão foi para o exílio na ilha de Elba, na costa da Itália.

Logo ele faria um retorno dramático à França, apenas para ter sua carreira definitivamente encerrada quando foi derrotado pelos britânicos na Batalha de Waterloo em 1815, morrendo no exílio na ilha de Santa Helena seis anos depois.

(Com exceção do título, esta história não foi editada pela equipe da NDTV e é publicada a partir de um feed distribuído.)

Source

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button